Em sessão de julgamento realizada hoje no Tribunal Regional do Trabalho da 1ª Região, no Rio, os desembargadores da 6ª Turma aceitaram o recurso apresentado pelo Botafogo na ação movida pelo holandês Clarence Seedorf, concordando pela sua prescrição total. Com a decisão de momento, o Alvinegro fica livre de qualquer dívida com o jogador. O acórdão ainda será publicado no Diário Oficial, enquanto Seedorf terá direito a recurso.

A batalha judicial se arrasta desde 2018. Seedorf, que atuou pelo clube entre 2012 e 2014, recorreu ao TRT cobrando R$ 3.969.646,20 sobre danos morais e direitos trabalhistas não cumpridos. Em primeira instância, o Glorioso foi parcialmente condenado a honrar parte da cobrança, relativo a valores em euros não recolhidos ao fisco italiano, cujo montante, à época, foi estimado em cerca de R$ 2 milhões.

O Botafogo foi representado pelo Escritório Capanema e Belmonte Advogados. O advogado Pedro Ivo Leão Ribeiro Agra Belmonte fez sustentação oral no julgamento.

Fonte: Blog do Ancelmo Góis, do O Globo

Clarence Seedorf, ao deixar o clube, em 2014 | Rafael Moraes

Clarence Seedorf, ao deixar o clube, em 2014 | Rafael Moraes

Veja também:  Terceirização na Administração Pública é sancionada pelo Planalto